Image Alt

Quartos

Premium Panorama

Entra-se numa penumbra de cor de todo o quarto.
Corre-se o reposteiro ao mesmo tempo que se roda a descobrir a paisagem de sonho que acaba na cor forte e nos desenhos da Maria Keil.
Um Quadro!

Premium

Mal se entra, sente-se que se caminha no espaço e se vai aproximando a serra e sua beleza!
Ao poisar, atente-se nos pormenores da Maria Keil, na mobilia, na parede, na “mão” do reposteiro.

Superior Panorama

Ao fundo do corredor está um reposteiro cheio de pequenos planetas com sua luminosidade transparente que se abre para mostrar uma lua espelhada com pontos negros que chama o gesto da curiosidade… Vire-se, olhe-se a Serra através da varanda e quede-se alegre no painel de cores fortes, luminosas…

Maria Keil Panorama

Sinta-se em privilégio. A riqueza do génio de Maria Keil. No painel Fernando Pessoa diz que não é preciso ser, mas sentir a alma conhecer o vento e o sol “ a seguir e a olhar” e na varanda “toda a paz da natureza vem sentar-se a meu lado”.

Maria Keil Montanha

Respira-se Maria Keil na arte, nos pormenores. Grita-se modernidade no painel, qual sol que aquece, na casa de banho que saiu, se impôs, e na lua espelhada que quer ver o espanto através dos braços negros…uma experiência…

Maria Keil Vale

Recua-se no tempo…Imponência dos móveis Maria Keil que vale a pena apreciar. Deite-se e deslumbre-se com a estrela amarela do céu. Olhe pelas janelas e será “ do tamanho do que vejo e não de minha altura”.

Comfort Montanha

Sente-se logo a envolvência do calor quente do painel da frescura das estrelas e dos cristais de neve.
“Da mais alta janela da minha casa

Com uma lenço branco digo adeus”  (Fernando Pessoa, à beleza que parte, mas fica, na humanidade que sou).

Comfort Jardim

Espreitam luzinhas brancas à entrada…É uma beleza de leveza e frescura contrastando com o negro do painel da cabeceira onde se lê Fernando Pessoa:

“ Um vento muito leve passa
Eu não sei o que penso
Nem procuro sabê-lo”