Image Alt

PANORAMA HOTEL

Até onde a vista alcança

Um Hotel totalmente panorâmico. Concebido em 1940 por Rogério de Azevedo, renasce agora pela mão dos ateliers P-06 e Site  Specific, com uma nova vida voltada para a beleza da paisagem, onde o ar puro da altitude e a beleza são elementos-chave da estadia com vista total para os horizontes recortados pela Montanha na sua grandeza e simplicidade, nos granitos que tingem o verde a reforçar a presença das origens.

Um cenário de cortar a respiração que apetece percorrer devagar, explorar o tempo ao ritmo próprio, descobrir os caminhos sinuosos, os penedos, as fragas, os rochedos, os miradouros, os rios, as lagoas, as praias fluviais, os rebanhos e os pastores que conduzem as ovelhas há centenas de anos. Correr as montanhas, os planaltos, os vales, varrê-los com a vista que se prolonga pelos recortes das pedras amontoadas, desvendar os mitos dos locais emblemáticos.

VALE GLACIAR DO ZÊZERE

O Vale Glaciar do Zêzere, um dos maiores da europa, ostenta inigualáveis belezas geológicas, como as austeras rochas graníticas dos Cântaros, Magro, Gordo e Raso, assim como reservas biogenéticas de elevado valor natural e paisagístico. Entre o sinuoso percurso do vale, onde a terra já mais não rende do que algum pastoreio e pequenas bolsas de uma débil agricultura de subsistência, o rio Zêzere corre veloz, apressado para chegar a paragens mais tranquilas onde os pastos verdejantes com os seus rebanhos pacificamente repartem e harmonizam a paisagem. O pastoreio e a agricultura que resiste convivem com um sem número de espécies de fauna e flora, em paisagens de rara beleza que lhe emprestam ainda mais encanto. As encostas são abruptas, sulcadas por linhas de água que caem em cascatas moldadas pelos gelos que o tempo levou. É este Vale, este maravilhoso Vale Glaciar do Zêzere, integrado no Parque Natural da Serra da Estrela, que vale a pena apreciar da Casa de São Lourenço.

SERRA DA ESTRELA - Geopark Mundial pela UNESCO

A região da Serra da Estrela foi elevada a Geopark Mundial pela UNESCO. Um “reconhecimento do potencial geológico do território e do seu património natural e cultural e, nessa medida, um primeiro passo para o desenvolvimento sustentável de toda a região”, procurando o aumento do potencial turístico, económico e social dos municípios que fazem parte do território e, consequentemente, o aumento da qualidade de vida das populações, mantendo a Serra da Estrela protegida e procurando uma constante boa gestão dos seus recursos disponíveis.

“A promoção, valorização e defesa do território, do seu património geológico e cultural, o desenvolvimento de atividades económicas locais e a organização de ações de sensibilização e de cooperação com outras entidades são fulcrais”.